Z1\

estamos acompanhando as obras do canal do jordão , desde o seu inicio até o final. queremos agradecer ao governo do estado, em especial a secretaria das cidades, através da cehab, pelo inicio desta obra. o movimento de luta pelo revestimento do canal do jordão vem lutando por esse sonho e só através de um governo popular, estamos vendo ele sair do papel. além das obras do canal, você pode ver as postagens antigas, que mostra como conseguimos esta obra.
este blog é seu,
divulgue-O


sábado dia 17 de abril, a vergonha continua

object style="background-image:url(http://i1.ytimg.com/vi/dfky3fL94po/hqdefault.jpg)" width="425" height="344">

rede globo homenageia dilson por sua luta peo canal do jordão

dilson martins

assista dilson agradecendo liberação de verbas para o canal do jordão ao presidente lula.

reportagem da rede globo

PRA CURITR

quarta-feira, 16 de março de 2011

Em protesto, moradores do Jordão utilizam cano de tubulação e pneus para bloquear avenida

Do Folha Digital
Com informações de Wagner Santos, de Grande Recife

Os moradores que foram retirados das margens do Canal do Jordão para obras no local realizam protesto, nesta quarta-feira, contra o atraso do auxílio moradia e a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab). Os manifestantes atearam fogo em pneus, por volta das 8h, e chegaram a interditar um trecho da Avenida Maria Irene, a principal do bairro.
O trânsito não chegou a ficar retido, pois os motoristas utilizaram vias secundárias para se livrar do engarrafamento. O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas e a fumaça.

Depois da primeira mobilização na Maria Irene, por volta das 9h30 os moradores seguiram para um outro trecho também na avenida, em um local onde funciona o alojamento do canteiros de obras no Jordão. Lá, novamente os manifestantes atearam fogo em pneus. Guardas municipais e policiais militares estão no local para conter os ânimos. Os manifestantes também pegaram um cano com cerca de 10 metros para interditar a via.

Além do atraso e do baixo valor do auxílio-moradia de R$ 150, os moradores também reclamam que o habitacional do Canal do Jordão estaria pronto em seis meses, prazo que não foi cumprido. Eles querem que o valor suba para R$ 300 e o início imediato das obras do habitacional.

Nenhum comentário: